Pular para o conteúdo
Voltar

Biblioteca de Juína apresenta projeto de revitalização em Seminário Internacional

Projeto foi considerado uma das 15 melhores práticas de Bibliotecas Públicas da América Latina e conta com o suporte do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas, coordenado pela Secel
Cida Rodrigues | Secel - MT

- Foto por: DIVULGAÇÃO
A | A

A Biblioteca Pública Municipal de Juína (a 730 km de Cuiabá) acaba de conquistar mais um importante reconhecimento por sua atuação e presença no dia a dia da população. Seu programa “Arte, Leitura e Cultura: Uma Bela Mistura!”, foi considerado uma das 15 melhores práticas de Bibliotecas Públicas da América Latina e foi apresentado durante o 11º Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias, realizado de 05 a 07 de agosto, em São Paulo/SP.

Realizado pelo Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo (SisEB), o evento também é amplamente conhecido como Seminário Biblioteca Viva e oferece em sua programação  experiências realizadas em diversas bibliotecas e equipamentos culturais brasileiros. O projeto da biblioteca mato-grossense foi um dos selecionados, sendo apresentado na abertura do seminário internacional por José Adriano de Souza, secretário adjunto de Cultura de Juína. 

A Biblioteca Municipal, que leva o nome da Professora Maria Santana do Nascimento, se destacou por ampliar de maneira expressiva o seu cadastro de usuários, passando de 600, em 2017, para mais de 6 mil associados atualmente. A revitalização foi possível graças à atualização de acervo e à reativação de sua programação cultural, levando atividades inclusive para fora da biblioteca. 

Para reaproximar a biblioteca da comunidade, os gestores municipais identificaram as demandas da cidade e envolveram a população em atividades de estímulo à leitura, como rodas de conversa, sarau em praças públicas e ações itinerantes nos eventos oficiais do município, além da criação do Comitê “Jovens Conectados com a Biblioteca”.  Durante o carnaval, o equipamento cultural chegou a fazer parte da programação que homenageou a história e as tradições culturais do povo afro-descendente, oportunizando rodas de leitura e debates.

“Biblioteca é lugar de gente e ela deve ir onde o povo está. Por isso fazemos os livros chegarem à zona rural, às ocas dos índios e até em rodeios e nas festas de carnaval”, diz o secretário de Juína, José Adriano Souza.

Com o suporte do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de Mato Grosso (SEBPMT), coordenado pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), o equipamento de Juína também conquistou recentemente o segundo lugar no concurso nacional “Conecta Biblioteca”. O prêmio foi atribuído, em 2018, às 10 bibliotecas públicas brasileiras que mais contribuem com o avanço dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU e com a transformação social de suas comunidades. 

Para o secretário adjunto de Cultura da Secel, José Paulo Traven, os reconhecimentos alcançados pelo equipamento cultural de Juína autenticam um trabalho que serve de modelo a todo o Estado. “Celebramos as conquistas da Biblioteca de Juína porque são exemplos de transformação social que podem ser reproduzidos nos demais municípios mato-grossenses com o apoio do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas”.

Representantes da Secel e do município de Juína no Seminário Internacional Biblioteca Viva

José Paulo da Mota Traven prestigiou a apresentação da Biblioteca Municipal de Juína no Seminário Biblioteca Viva, acompanhado das demais representantes da Secel,  Keiko Okamura, superintendente de Desenvolvimento da Economia Criativa, e Waldinéia Ribeiro de Almeida, coordenadora do Sistema Estadual de Bibliotecas do Mato Grosso.

Mais informações sobre o Seminário Internacional pelo site https://bibliotecaviva.org.br/