Pular para o conteúdo
Voltar

Conheça a história de superação do reeducando apaixonado por livros

Condenado por assalto a mão armada, Marcos de Souza dá novo sentido à vida depois de passar no vestibular do Instituto Federal de Mato Grosso - IFMT
Protásio de Morais | Secom/MT

"Eu não teria conseguido sequer enxergar essa oportunidade se não estivesse trabalhando dentro de uma biblioteca, um ambiente voltado para o estudo e para o conhecimento" - Foto por: Christiano Antonucci
A | A

Marcos Loote de Souza, 42 anos, reeducando, logo em breve será calouro do curso de Tecnólogo em Edificações, pelo Instituto Federal de Mato Grosso - IFMT. Responsável pela limpeza da Biblioteca Pública Estadual Estevão de Mendonça, no Palácio da Instrução, Marcos é um desses exemplos de superação que não se vê por aí todos os dias.   

Hoje, Marcos carrega um sorriso tímido no rosto, mas se o tempo voltasse um ano e meio antes, a história seria completamente diferente. Ao invés do ambiente salutar onde trabalha, na Biblioteca Estevão de Mendonça, Marcos estaria dividindo com outros homens uma das celas apertadas na Penitenciária Central do Estado.  

Para compreender melhor a história do auxiliar de serviços gerais da Biblioteca Estevão de Mendonça, é preciso saber que ele é o mais velho de três irmãos, nasceu em Cuiabá e passou a infância na região do CPA. Lá concluiu o ensino fundamental em 1993 e parou de estudar. Entrou para o errático mundo do crime e foi preso por assalto a mão armada, tendo ficado um ano e oito meses preso.  

Mais tarde, em 2017, concluiu o ensino médio dentro da penitenciária por meio de uma prova certificadora. Hoje está longe da criminalidade, há um ano trabalhando na Biblioteca Pública. Buscando uma forma digna de superar os desafios que a vida impõe, Marcos se apegou as chances que lhe foram oferecidas.

“Eu não teria conseguido sequer enxergar essa oportunidade se não estivesse trabalhando dentro de uma biblioteca, um ambiente voltado para o estudo e para o conhecimento. Aqui fui muito incentivado a voltar a estudar e assim o fiz. Trabalhar na Biblioteca foi fundamental para essa grande conquista na minha jornada. Além de tudo, sou apaixonado por livros, adoro ler, leio tudo que posso”, diz Marcos.

Sobre as perspectivas para o futuro, Marcos explica que começa agora uma nova fase de sua vida e que, daqui para frente, com mais estudo, espera ter melhores condições e uma vida mais virtuosa. Confiante e seguro de seus objetivos, Marcos assegura:

“Com estudo e mais conhecimento, poderei ingressar novamente na sociedade de cabeça erguida. O tempo que passei na cadeia foi péssimo, mas me ajudou a refletir. Agora que estou livre, vou fazer de tudo para garantir uma vida melhor e mais produtiva. Daqui para frente, a tendência é melhorar cada vez mais”.  

Marcos explica ainda que foi acolhido com muito respeito pelas pessoas que trabalham na Biblioteca, as quais ele chama de família, e com o incentivo de seus companheiros e companheiras de trabalho, voltou a estudar, aproveitando o tempo livre entre a limpeza dos salões. Uma das grandes incentivadoras de Marcos foi Helena Maria da Costa, gerente de livros e leitura da Biblioteca Estevão de Mendonça.

“A Biblioteca tem um papel social dentro da comunidade, e esse é um deles, ajudar as pessoas a crescerem. Marcos começou no curso de informática, tomou gosto, prestou vestibular e obteve sucesso. Para nós da Biblioteca Estevão de Mendonça é um orgulho muito grande ver que é possível transformar vidas pelo conhecimento. Mas é claro que é todo dele o mérito, sem a força de vontade de Marcos, nada disso seria possível, nada”, explica Helena.

É bem verdade que a Biblioteca Pública Estadual Estevão de Mendonça tem muitas atividades voltadas para a capacitação com intuito de melhorar a vida das pessoas. Além do curso de informática, a biblioteca oferece, gratuitamente, curso de braile, pintura, colônia de férias – esta última, que a propósito, começa no próximo dia 29 de janeiro (saiba mais aqui!). De acordo com Helena, a história de Marcos é uma entre tantas que virão.

“Creio que outros casos como o dele surgirão. Ele acaba sendo uma inspiração para outras pessoas. Com a vitória dele, muitos outros já estão pensando em voltar a estudar também. O próprio ambiente da Biblioteca é responsável por essa sementinha do conhecimento plantada em Marcos. Aqui, trabalhamos sempre em equipe, até na hora de incentivar (risos). Um ajudou com o curso de informática, outros auxiliaram sanando dúvidas. Ele quis e aproveitou a oportunidade. Nada disso seria possível se ele não quisesse. O mérito é todo dele. Ele é merecedor”, recorda emocionada Helena.

Dentre muitas ajudas, outra grande incentivadora de Marcos foi a professora de língua portuguesa Francisca Galvão, que também trabalha na Biblioteca Estevão de Mendonça.  

“Nosso papel foi incentivar. Ele me pediu e eu preparei uma apostila com vários textos e exercícios. Acredito que o conhecimento é a arma que nós temos para mudar o mundo. Ele é um rapaz muito inteligente. Teve momentos difíceis na vida que o ajudaram a crescer. Agora aproveitou bem uma nova etapa da vida. Todos nós da Biblioteca estamos muito felizes por isso”.

Marcos começará o curso no IFMT já no próximo mês de fevereiro, no período da noite, e continuará trabalhando todos os dias na limpeza da Biblioteca Pública. Enquanto isso, outros colaboradores do Palácio da Instrução já começaram a trilhar os mesmos passos vitoriosos de Marcos. Um belo exemplo a ser seguido mesmo!

Serviço

A Biblioteca Pública Estadual Estevão de Mendonça está localizada no Palácio da Instrução, na Rua Antônio Maria, 151, Centro de Cuiabá. O funcionamento ao público é de segunda a sexta, das 8h às 18h. Telefone: (65) 3613-9240/9230.