Pular para o conteúdo

A História da Biblioteca Pública do Estado, começa no período da República, quando foi projetada em 1910, no governo de Pedro Celestino Corrêa da Costa , para atender a crescente demanda da escolarização e prosperidade intelectual em Cuiabá. Realidade esta que levou o governo a criar novas escolas como a Escola Normal e a Escola Modelo Barão de Melgaço.

A Biblioteca foi criada pelo Decreto 307 de 26 de março de 1912 e regulamentada pelo Decreto 308 de 30 de março de 1912, já no governo de Joaquim Augusto da Costa Marques, para subsidiar e motivar a evolução Cultural na capital do Estado e também preservar as suas tradições históricas e auxiliar o ensino popular.

O notável historiador Estevão de Mendonça, foi nomeado como primeiro Diretor da Instituição e também foi o organizador de seus acervos. Inicialmente a biblioteca foi instalada em uma casa alugada pelo governo, localizada à Rua Joaquim Murtinho nº 08, depois foi mudando para outros endereços do centro da cidade à medida que seus acervos iam ampliando e cujos espaços tornavam-se inadequados. Nessa trajetória de mudanças, a partir de 1975, com a criação da Fundação Cultural de Mato Grosso, transferiu-se, de seu último endereço sito Rua Candido Mariano, prédio onde hoje funciona o cartório do 3º ofício, em definitivo para o Palácio da Instrução. O Palácio da Instrução é um prédio histórico 1.286 m2, em estilo neoclássico. Fazendo parte de sua história, houve um período, registrado pelo decreto nº 113 de 30 dezembro de 1931, art. I § IV em que passou a denominar-se Biblioteca e Arquivo Público, permanecendo até 1971, quando no mesmo ano foram desmembrados.

No ano de 1982, em uma reconhecida homenagem ao seu primeiro diretor e organizador, recebeu a denominação de Biblioteca Pública Estadual Estevão de Mendonça.

Com 106 anos de fundação e memória, encontra-se informatizada (parcialmente), modernizada, climatizada, com sistema antifurto, sinalizada, com iluminação natural e artificial, e amplos espaços de leitura, auditório, telecentro, elevador lateral, laboratório de informática e sala de digitalização.

O acervo está dividido por coleção temática e conta com atendimento personalizado, oferecidos pelos atendentes responsáveis de cada sala. Através de agendamento, a Biblioteca disponibiliza o serviço de visita guiada aos alunos, professores e à sociedade em geral que deseja conhecer o espaço e os serviços que a Biblioteca disponibiliza a comunidade. 

Em 18 de junho de 2012, teve início o processo de tratamento técnico do acervo da Biblioteca Pública Estadual Estevão de Mendonça, ocasião em que é utilizado o software PHL8, para o serviço Informatização de Acervos da BPEEM.

Por esse sistema pode ser consultado através de acesso remoto http://www.bibliotecapublica.mt.gov.br, Serviços/ Consulte acervo/ PHL.  A busca a informação é feita por palavras chaves, como autor, título assunto etc. Por estar em ambiente web, hoje o mundo, pode consultar parcialmente o acervo da BPEEM, através do catálogo on line,  localizado na página da Biblioteca.

O Ministério da Cultura (MinC), por meio da Diretoria de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas (DLLLB) e do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP), iniciou em 2014 o Projeto de Acessibilidade em Biblioteca Públicas, teve como iniciativa o Governo Federal direcionado a democratização do acesso ao livro e à Leitura para todos e objetivo principal a construção de Políticas Públicas, que garantissem o acesso das pessoas com deficiência a esse importante espaço público.

A BPEEM foi selecionada, ficou entre as 10 (dez) Bibliotecas do país que participaram do Projeto “Acessibilidade em Bibliotecas Públicas” e recebeu em seu acervo diferentes formatos de livros acessíveis, considerados em diferentes deficiências e tecnologias assistiva (kit de equipamentos e Software), Lupa Bandeja, Impressora Braille, Linha Braille, Digitalizador e Leitor Automático e 43 títulos dividido em vários formatos, tais como Programa de computador Libras (LIBRAS-outros), CD interativo Libras (LIBRAS - outros), Documentário em DVD (Filme-LIBRAS), Livros (Braille), Desenho animado em DVD (Filme - LIBRAS), Livro (Áudio Livro), Livros (LIBRAS). O Projeto oferece ainda, capacitação de equipes com Cursos, Ações inclusivas para o público e Oficinas.

A BPEEM é uma das 50 Bibliotecas Públicas do Brasil selecionadas pelo projeto RECODE com o patrocínio da The Bill & Melinda Gates Foundation, que visa ajudar líderes e profissionais da biblioteca pública a integrar ideias e serviços inovadores nesses espaços em resposta à evolução das necessidades de suas comunidades. A Biblioteca recebeu 10 computadores de última geração e cursos de capacitação aos funcionários. O projeto tem durabilidade de dois anos, e prevê, entre outros objetivos, o estímulo à criação de um ambiente inovador nas bibliotecas para melhorar o acesso à leitura e ao conhecimento, conta com apoio do Sistema de Bibliotecas de Mato Grosso e com patrocínio de Bill & Melina Gates. Com esse Projeto a BPEEM ampliou o acesso ao universo da informação, sendo inaugurado dia 22 de Novembro de 2016 o Laboratório de Informática “Ana Heloiza Farias Pereira”, aberto de segunda a sexta feira das 12h às 18h, ampliando a acesso a informação digital, voltado às pesquisas científicas, trabalhos acadêmicos e escolares.

Atualmente, a BPEEM oferece uma série de cursos, de curta e média duração, que têm por objetivo principal a promoção de leitura, da literatura e do conhecimento.